Links de Acesso

Putin e Erdogan prometem melhorar os laços após tensões


Foto de arquivo: Presidentes Recep Tayyip Erdogan (Turquia, esq) e Vladimir Putin (Rússia)

O Presidente russo, Vladimir Putin, e seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, comprometeram-se este Domingo, 2 de Janeiro, a melhorar os laços, disseram os dois lados, depois de as tensões sobre drones e sobre a NATO terem aumentado nas últimas semanas.

A Turquia, membro da NATO desde 1952, irritou Moscovo ao fornecer drones de combate à Ucrânia, que a Rússia teme que possam ser usados por Kiev no seu conflito com separatistas em duas regiões orientais.

Putin e Erdogan "trocaram saudações de Ano Novo e resumiram os principais resultados da cooperação bilateral e confirmaram o desejo de intensificar ainda mais a parceria mutuamente benéfica entre a Rússia e a Turquia", disse o Kremlin em comunicado sobre a chamada telefónica entre os dois líderes.

O escritório de Erdogan disse que ambos os lados "discutiram medidas para melhorar as relações turco-russas" e reiteraram o seu desejo de desenvolver a cooperação "em todos os campos".

No mês passado, Putin criticou Kiev por implantar drones de fabricação turca no seu conflito com separatistas pró-Moscovo.

Ancara diz que não pode ser culpada pelo uso de drones turcos pela Ucrânia, acrescentando que se um estado compra armamento turco, ele não é mais um produto turco, mas pertence ao país que o compra.

O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, instou a Rússia na semana passada a abandonar as demandas "unilaterais" e a adoptar uma abordagem mais construtiva no seu impasse com as potências ocidentais e a NATO sobre a Ucrânia.

A Rússia quer que a NATO forneça a Moscovo uma garantia de segurança vinculativa e retire as suas forças para as posições que ocupavam antes de uma onda de expansão para o leste que começou após o colapso da União Soviética.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG