Links de Acesso

Prevalência da Sida em Angola é de 2,4 por cento

  • Redacção VOA

País regista 12.126 novas infecções por ano

Doze mil mortes e vinte e oito mil novas infecções por VIH e Sida são registadas anualmente em Angola, segundo dados avançados no Lubango pela Rede Angolana das Organizações do Serviço de Sida (ANASO).

O secretário-geral da ANASO, António Coelho, revelou que a epidemia no país é considerada de generalizada com uma taxa de prevalência de 2,4 por cento em adultos dos 15 aos 49 anos de idade.

“Temos de fortalecer os diferentes sistemas comunitários para promover o desenvolvimento das comunidades e dos grupos comunitários visando a melhoria do acesso aos cuidados primários de saúde de adesão a prevenção e tratamento e controlo das infeções. Por essa razão as organizações da sociedade civil e os actores comunitários devem ser regularmente capacitados e fortalecidos especificamente na prestação de serviços a comunidade”, defendeu Coelho.

O encontro regional que reúne até esta quarta-feira, 5, 15 organizações da sociedade civil que prestam serviço nas comunidades nas temáticas do VIH e Sida, tuberculose e malária decorre no âmbito do projecto Fundo Global com a presença das províncias do Cunene, Namibe, Cuando Cubango e Huíla.

A decana da Faculdade de Medicina da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, Ana Geraldo, na ocasião, apelou ao envolvimento de todos no combate as grandes endemias.

“Toda a sociedade deve mobilizar-se de forma activa nos projectos que visem combater as grandes endemias com vista a fortalecer as comunidades e assim todos juntos combater as grandes endemias rumo a melhoria da qualidade de vida das populações em Angola”, defendeu Ana Geraldo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG