Links de Acesso

Presos libertos a caminho do tribunal encontrados mortos em Moçambique

  • Redacção VOA

Carro da polícia assaltado a 24 de Abril

Um dos mortos é José Coutinho, acusado da morte do procurador da Matola Marclino Vilanculo, assassinado há um ano

Os dois presos libertados por desconhecidos a 24 de Abril quando se dirigiam num carro celular da polícia para o tribunal em Maputo foram encontrados mortos numa cova a 70 quilómetros da capital moçambicana.

A Agência de Informação de Moçambique (AIM) revelou que os corpos de José Coutinho e Alfredo Muchanga foram descobertos na sexta-feira, 5, por residentes no distrito de Moamba.

José Coutinho era um dos três suspeitos do homicídio, há um ano, do procurador da Matola Marcelino Vilanculo, que investigava raptos de homens de negócios e que envolveriam o próprio Coutinho.

Adbul Tempe, outro acusado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) do assassinato de Vilanculo, fugiu em Outubro enquanto Amade António, o terceiro suspeito, encontra-se ainda detido.

Moradores da região onde foram encontrados os corpos disseram ter ouvido tiros no dia em que os presos foram libertados.

A PGR diz ter ordenado uma averiguação com vista a apurar as circunstâncias que determinaram a fuga, para posteriores procedimentos legais".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG