Links de Acesso

Presidente ucraniano fala em reunião do Conselho de Segurança da ONU que vai analisar crimes em Bucha


Tanya Nedashkivs'ka, ucraniana de 57 anos, chora pelo assassinato do seu marido, em Bucha, Ucrânia, 4 Abril 2022

O Conselho de Segurança da ONU reúne-se nesta terça-feira, 5, com os assassinatos de civis na Ucrânia na agenda, um dia depois de o Presidente dos EUA, Joe Biden, ter defendido que Vladimir Putin deveria enfrentar um julgamento por crimes de guerra.

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, intervirá na reunião, bem como secretário-geral da ONU, António Guterres, e o sub-secretário para Assuntos Humanitários e Emergência a ONU, Martin Griffiths.

O tema da reunião foi confirmado pela Grã-Bretanha que detém a Presidência rotativa do conselho este mês.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrâna, Dmytro Kuleba, disse ter discutido o assunto com Guterres, incluindo a situação em Bucha, um subúrbio da capital da Ucrânia onde alegadas atrocidades cometidas pelas tropas russas foram descobertas nos últimos dias.

Moscovo negou acusações de matar civis em Bucha, com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergey Lavrov, a caracterizar as cenas como uma "provocação anti-russa.

O embaixador russo na ONU disse que forneceria "provas factuais" na reunião de hoje do Conselho de Segurança.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG