Links de Acesso

Presidente Donald Trump pede medidas fortes de identificação de eleitores


Presidente Donald Trump

Trump não apresentou nenhuma evidência para sustentar as suas alegações de que milhões de pessoas votaram ilegalmente nas eleições de 2016.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pede leis de identificação de eleitores mais fortes, um dia depois de ter dissolvido uma comissão encarregada de investigar as suas reivindicações de fraude eleitoral em massa.

O presidente não apresentou nenhuma evidência para sustentar as suas alegações de que milhões de pessoas votaram ilegalmente nas eleições de 2016.

Ele ganhou a presidência por meio do voto do Colégio Eleitoral, e perdeu a eleição popular geral para a democrata Hillary Clinton por quase três milhões de votos.

Numa série de publicações no Twitter, nesta quinta-feira, Trump diz que a comissão não teve sucesso por "muitos estados, na sua maioria, democratas" terem recusado entregar dados de eleitores.

Funcionários do Estado expressaram a sua preocupação com a privacidade dos dados solicitados pela comissão, que incluiu nomes, números parciais de Segurança Social, histórico de votação e afiliações partidárias.

Os críticos da comissão também referiram receios de que a comissão procurava justificar as reivindicações de fraude de Trump e ao mesmo tempo tornar mais difícil a participação nas eleições de indivíduos pobres e de minorias.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, disse, na quarta-feira, que Trump decidiu dissolver a comissão "em vez de se envolver em infinitas batalhas legais a custo de contribuintes".

Ela acrescentou que o Departamento de Segurança Interna analisaria o trabalho do painel e "determinaria as próximas etapas de acção”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG