Links de Acesso

Presidente norte-coreano "implora por guerra", embaixadora america na ONU

  • Redacção VOA

Nikki Haley no Conselho de Segurança da ONU

Presidente da Agência Internacional de Energia Atómica afirma que a Coreia do Norte tornou-se uma "ameaça global"

A embaixadora dos Estados Unidos junto das Nações Unidas acusou o presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, de estar "implorando por guerra", e voltou a dizer que o diálogo não tem sido eficaz para resolver a situação criada por Pyongyang.

"Apesar dos nossos esforços, o programa nuclear da Coreia do Norte está mais avançado e mais perigoso do que nunca. A guerra nunca é algo que os Estados Unidos querem. Nós não queremos isso agora. Mas a paciência do nosso país não é ilimitada", disse Nikki Haley ao intervir na reunião do Conselho de Segurança que está reunido em Nova Iorque a analisar a situação, depois de mais um teste com míssil realizado no domingo pela Coreia do Sul.

Haley afirmou que chegou o momento do Conselho de Segurança impor "as medidas mais severas possíveis" em relação a Coreia do Norte.

Por seu lado, o presidente da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) afirmouque a Coreia do Norte tornou-se uma "ameaça global" e classificou de "lamentável", o teste nuclear conduzido pelo país com uma bomba de hidrogénio.

Problema mundial

Em declarações à cadeia americana CNN, Yukiya Amano, director-geral da agência ligada à ONU e que monitora a actividade nuclear, afirmou que o teste conduzido no domingo por Pyongyang representa uma "nova dimensão de ameaça", não mais um problema regional.

Amano já havia pedido que a Coreia do Norte "implementasse por completo" as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e as recomendações da Agência Internacional de Energia Atómica.

O Conselho de Segurança da ONU deve pronunciar-se ainda hoje sobre o assunto.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG