Links de Acesso

Encontro entre Presidente, partidos e representantes da sociedade civil termina sem acordo


Artur Silva, primeiro-ministro, e José Mário Vaz, Presidente

Quatro partidos boicotaram a reunião convocada por José Mário Vaz

O Presidente guineense José Mário Vaz e alguns partidos políticos, representantes da sociedade civil e da comunidade internacionalreuniram-se nesta quarta-feira, 15, em mais uma tentativa para solucionar a crise política que se arrasta desde Agosto de 2015.

O encontro, boicotado por quatro partidos, terminou sem qualquer acordo.

Encontro entre Presidente, partidos e representantes da sociedade civil termina sem acordo - 2:30
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:30 0:00

PAIGC, União Para Mudança, PCD, todos com assento parlamentar, e o APU-PDGB, liderado por Nuno Na Bian, segundo candidato mais votado nas últimas presidenciais, não compareceram à reunião..

O impasse continua, que, para Braima Camara, coordenador do grupo dos 15 deputados expulsos do PAIGC, deve ser superado em nome dos interesses do país.

“O povo está cansado, estamos todos sufocados, orgulho a mais não nos leva a lado nenhum”, defende Camara, enquanto Fodé Caramba Sanha, do Movimento Nacional da Sociedade Civil, considera que “o país não pode continuar assim, temos que ter um Governo, com base no acordo de Conacri, ou de outra forma, que esteja dentro da lei”.

A União Para Mudança é uma das formações políticas que não compareceu à reunião convocada pelo Chefe de Estado.

Agnelo Regalla, presidente da UM, um partido com assento parlamentar, justificou, assim, o motivo da sua ausência no encontro com José Mário Vaz:

“Ns adoptámos uma postura de não responder ao convite formulado pelo Presidente da República, na medida em que não passa de uma manobra dilatória na sua caminhada para impedir que as eleições se realizem em 2018”, justificou.

O próximo encontro está previsto para a próxima terça-feira.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG