Links de Acesso

Presidente do Irão inaugura novas centrífugas para enriquecimento de Urânio


Presidente Hassan Rouhani (Foto de Arquivo)

Washington e Irão terão negociações indirectas na próxima semana em Viena

O Governo do Irão anunciou neste sábado, 10, novas e modernas centrífugas que permitirão enriquecer mais rapidamente o urânio.

A televisão pública mostrou o Presidente Hasan Rohani a inaugurar um conjunto de 164 centrífugas do tipo IR-6 e 30 IR-5 instaladas no complexo de Natanz, no centro do país, num cerimónia por videoconferência.

Este aumento da capacidade de produção do país contraria os compromissos assumidos pelo país no acordo assinado com cinco potências mundiais, entre elas os Estados Unidos, e a União Europeia, e surge depois de Washington e Teerão terem acordado manter uma segunda ronda de conversações indirectas em Viena na próxima semana para tentar reactivar o acordo, que, na prática, deixou de funcionar desde 2018 quando o antigo Presidente americano Donald Trump retirou os Estados Unidos do pacto.

O Irão continua a exigir que os Estados Unidos levantem as sanções impostas por Trump antes de qualquer negociação.

Entretanto, na sexta-feira, uma fonte do Departamento de Estado americano disse a jornalistas que a Administração Biden considera que algumas das sanções de Trump são "legítimas".

“Nos termos do acordo [de 2015], os EUA retêm o direito de impor sanções por motivos não nucleares, sejam terrorismo ou violações dos direitos humanos ou interferência nas nossas eleições, etc.”, disse a mesma fonte, para quem "se o Irão insistir que todas as sanções sejam removidas para chegar a um acordo haverá um impasse".

Diplomatas americanos e iranianos concluíram uma ronda inicial de reuniões na sexta-feira, com mediadores da União Europeia a receber e entregar mensagens entre as partes.

As negociações directas começaram na terça-feira, 6, entre representantes do Irão, Grã-Bretanha, França, Alemanha, China e Rússia.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG