Links de Acesso

Presidente americano assina lei de infraestruturas e espera potenciar a economia em crise


Presidente Joe Biden assina lei de infraestruturas e empregos na Casa Branca, 15 de Novembro de 2021

Pacote de 1,3 trilhões de dólares teve apoio dos dois partidos no Congresso

O Presidente americano Joe Biden assinou nesta segunda-feira, 15, a lei que formaliza um pacote de 1,3 trilhões de dólares para melhorias nas infraestruturas do país, que visa reparar estradas e pontes deterioradas, melhorar os caminhos de ferro, expandir o transporte público e ampliar o serviço de internet de banda larga, ao mesmo tempo que, espera-se, possa criar milhões de empregos.

Legisladores, governadores estaduais e presidentes de cidades, tanto democratas como republicanos, assistiram à cerimónia da assinatura de uma das suas principais propostas de campanha e que marcou uma raridade na capital Washington politicamente turbulenta: a aprovação de um grande pacote de investimentos com apoio dos dois partidos.

Para tal, 19 republicanos juntaram-se aos 50 democratas para aprovar a medida no Senado, enquanto 13 republicanos votaram a favor na Câmara dos Representantes, mesmo com a oposição de seis democratas,

“Democratas e republicanos podem unir-se e produzir resultados reais”, disse Biden antes de assinar a lei, acrescentando que “hoje, estamos a fazer isso e a América volta a caminhar”.

Entretanto, a aprovação do projecto foi muito criticada por muitos republicanos que recusaram permitir ao Presidente democrata uma vitória, no momento em que os seus índices de popularidade caíram muito devido à maior inflação em 30 anos.

O ex-Presidente Donald Trump atacou os legisladores republicanos que votaram a favor dizendo que "deveriam ter vergonha de si mesmos".

Entre vários outros investimentos, o pacote de infraestruturas prevê 110 mil milhões de dólares para estradas, pontes e outros grandes projectos de construção, 39 mil milhões para modernizar o transporte público e torná-lo mais acessível aos deficientes e idosos, 50 mil milhões para melhorar a infraestrutura contra a devastação das mudanças climáticas e ataques cibernéticos, 55 mil milhões para renovar alguns sistemas de água potável e65 mil milhões desenvolver infraestrutura de internet de banda larga.

Também estarão disponíveis bilhões de dólares para remover a poluição do solo e das águas subterrâneas, criar empregos nas comunidades de energia e provocar mais justiça económica e ambiental.

O pacote ainda inclui 73 mil milhões de dólares para expandir a rede eléctrica.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG