Links de Acesso

Polícia dispersa estudantes que protestavam contra a "gasosa" em Luanda


Três foram detidos por 30 minutos e um manifestante ficou ferido, quando a polícia recorreu a cães e porretes para impedir o protesto

A polícia angolana dispersou na manhã desta sexta-feira, 26, uma manifestação de cerca de 30 estudantes em Luanda que protestavam contra o pagamento de “gasosa”, cobranças ilegais durante o período de inscrições e matrículas nas escolas públicas.

Trajados com bata escolar, os estudantes foram reprimidos junto à Unidade Operativa de Luanda, depois de terem saído do Cemitério do Santana.

A polícia usou cães e porretes para dispersar os manifestantes e deteve três elementos durante cerca de 30 minutos.

Um estudante ficou levemente ferido, mas passa bem.

Eles não cosneguirem chegar ao destino final, o Largo das Escolas.

Ainda não há qualquer reacção oficial.

Ao anunciarem a manifestação, os estudantes disseram acreditar que a mesma não seria reprimida, ao contrário, segundo eles, do que acontecia durante o mandato de José Eduardo dos Santos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG