Links de Acesso

Polícias estiveram alegadamente envolvidos no desvio de armas

O Comando Provincial da Polícia Nacional no Uíge recuperou 21 das 35 armas de diferentes calibres desaparecidas há dois anos atrás, no seu armazém.

As armas foram encontradas em mãos de civis que as utilizavam para caça frutífera e acções criminosas, como disse á VOA uma fonte próxima da polícia, que pediu o anonimato.

A descoberta foi possível graças às denúncias de alguns residentes que detectaram há 20 dias um caçador furtivo nas imediações da fazenda Roça Castelo, localizada no troço Uíge-Luanda, e que foi prontamente detido pela Polícia.

Durante o interrogatório, o caçador confessou que adquiriu a arma por intermédio de um agente da polícia identificado por Aurélio, da Unidade de Protecção de Objectivos Estratégicos, do Comando Provincial da Polícia Nacional no Uíge,

Este facto serviu de pista para se descobrir as demais armas que circulavam ilegalmente.

A mesma fonte informou ainda que, fruto das denúncias feitas pelo agente detido, dias depois, foi desencadeado um processo de investigação que culminou na detenção de cinco agentes da corporação que, a qualquer momento, devem prestar declarações no Tribunal Militar da Região Norte.

Até Dezembro do ano transacto, foram recuperadas 21 armas e as investigações prosseguem para encontras as demais.

A VOA procurou contactar o Comando Provincial da Policia Nacional, mas sem sucesso.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG