Links de Acesso

Polícia recupera 30 toneladas de arroz para deslocados roubados na Beira

  • André Baptista

Arroz não chegou aos deslocados

Duas pessoas foram detidas.

A polícia moçambicana recuperou em Angonia, na provincia central de Tete, 30 toneladas de arroz, destinadas a pessoas deslocadas devido ao conflito armado e à seca, que tinham sido roubadas nos armazéns do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), na Beira, província de Sofala.

Os 600 sacos de arroz, de 50 quilogramas cada, foram roubados na Beira e foram recuperados a cerca de 650 quilómetros a noroeste da segunda maior cidade de Moçambique, para onde tinham sido transportados por um camião pertencente a um singular para serem comercializados no circuito informal no distrito de Angonia, em Tete.

“O produto é parte do processo aberto no local do roubo, e nós ectuamos apenas aqui (Angónio)”, disse João Armindo, a porta-voz da polícia de Tete.

Ainda segundo a fonte, a polícia de Angonia apenas executou a operação, mas os autos do processo foram lavrados na Beira, no local do roubo.

Em conexão com o caso, dois indivíduos encontram-se detidos sen­do o guarda e o irmão de dono da casa onde o pro­duto tinha sido armazenado.

Milhares de pessoas, largamente atingidas pela seca e conflito político-militar entre o Governo e a Renamo, principal partido da oposição, estão a braços com uma fome severa, a maioria em centros de deslocados e assistidos pelo Instituto Nacional de Gestão de Calamidades.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG