Links de Acesso

Polícia moçambicana deteve três imigrantes por roubo e contrabando de divisas na Beira

  • André Baptista

Um dos acusados de contrabando

Integravam um esquema de contrabando de dinheiro para Ásia

A polícia moçambicana deteve na Beira dois imigrantes indianos e um paquistanês indiciados de “roubo continuo” e contrabando de divisas, para a Ásia, num esquema fraudulento que lesava os seus empregadores, por sinal seus concidadãos.

Os três imigrantes detidos faziam parte de um grupo de seis estrangeiros, que orquestravam esquemas de roubo de mercadorias a uma rede de comerciantes na segunda maior cidade de Moçambique, e o dinheiro da fraude, era enviado para a asia.

O grupo tinha sido confiado os armazéns de mercadorias dos seus patrões, e retirava parte dos produtos e revendia aos donos, fazendo-se passar por fornecedores, e noutros casos vendiam os produtos aos potenciais clientes dos comerciantes, um esquema que lesava os proprietários dos armazéns desde 2014.

“Este é um furto qualificado, até podemos dizer que é um furto continuo, pois a situação vem ocorrendo desde 2014” explicou Sididi Paulo, oficial de imprensa no comando da Polícia de Sofala, assegurando ter sido lavrado um auto que devera seguir os tramites na justiça moçambicana.

Contudo, alertou aos empregadores a tomarem em consideração a idoneidade dos empregados no acto das contratações, para evitar que sejam roubados em esquemas fraudulentos, que também prejudicam a economia nacional.

Outros três imigrantes integrantes do grupo, todos de nacionalidades indiana, conseguiram escapar da operação policial, e seguiram viagem para aquele país Asiático, para onde era contrabandeado o valor resultante do roubo.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG