Links de Acesso

Polícia russa detém centenas de manifestantes, entre eles uma líder da oposição


Em causa o afastamento de candidatos da oposição às eleições em Moscovo

A polícia russa prendeu neste sábado, 3, centenas de pessoas que participaram num protesto em Moscovo para exigir eleições livres, incluindo a activista Lyubov Sobol, depois que as autoridades alertaram que a manifestação era ilegal.

A polícia retirou Sobol de um táxi e a colocou numa carrinha minutos antes do início do que activistas anti-Kremlin descreveram como uma caminhada pacífica para protestar contra a exclusão de seus candidatos de uma eleição no próximo mês.

Ele encontrava-se há 20 dias em greve de fome, para exigir a inscrição da sua candidatura.

As autoridades de Moscovo mobilizaram para o local um forte dispositivo policial, incluindo helicópteros, para impedir a manifestação da oposição.

O grupo de monitoria independente OVD-Info estima que mais de 600 pessoas foram detidas.

A polícia disse mais cedo que deteve 30 pessoas, e que 350 participaram do protesto.

Outra manifestação semelhante, mas autorizada, aconteceu em São Petersburgo, sem distúrbiossegundo a polícia, e nela participaram cerca de mil pessoas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG