Links de Acesso

Polícia Judiciária guineense investiga origem e destino de uma tonelada de drogas


Cocaína (Foto de Arquivo)

Um antigo militar do exército e um efectivo da Brigada de Intervenção Rápida do Ministério do Interior estão entre os detidos e supostos donos da droga

A Polícia Judiciária (PJ) da Guiné-Bissau continua a investigar o paradeiro de cerca de uma tonelada de droga, cujos supostos autores encontram-se detidos há uma semana.

Entre os suspeitos, estão um antigo militar do exército e um efectivo da Brigada de Intervenção Rápida do Ministério do Interior.

Os supostos autores já foram ouvidos por um juiz de Instrução Criminal que decretou a prisão preventive deles, enquanto prosseguem as investigações para apurar mais elementos sobre o caso.

Um responsável da PJ, sob anonimato, avançou à VOA que os trabalhos de investigação não têm sido fáceis, não obstante as evidencias até aqui detidas, entre as quais, a apreensão de uma viatura.

Em conversa com a VOA, o secretário executivo do Observatório Guineense de Luta Contra Droga e Toxicodependência relata o aumento do tráfico de droga no país.

Abílio Aleluia Có Júnior fundamenta a sua afirmação nos dados que disse estar na posse da sua organização e salienta o envolvimento dos agentes do Estado no narcotráfico.

“Estamos a ver o envolvimento dos militares, dos políticos, generais e outras pessoas no mundo do tráfico de droga e crime organizado”, afirma aquele responsável, que sublinha não estar surpreendido com a actual tendência.

“Iso só veio confirmar a tese que vínhamos defendendo ao longo destes tempos. Sempre chamamos a atenção sobre o aumento do tráfico de droga na Guiné-Bissau, portanto isso não nos surpreende, de jeito nenhum. Aliás, é uma situação triste e vergonhoso para o país e a cada dia que passa estamos a ver o envolvimento dos políticos, dos militares, agentes de defesa e segurança, e empresários no narcotráfico”, aponta Có Júnior.

O secretário executivo do Observatório Guineense de Luta Contra Droga e Toxicodependência diz ser necessária muita vontade política no combate ao narcotráfico no país, mas “é o que não existe, porque a maioria dos políticos e governantes está metida no tráfico de droga”.

A Guiné-Bissau é considerado um importante ponto de passagem da droga da América Latina para a Europa e com o envolvimento de pessoas de influência.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG