Links de Acesso

Polícia brasileira prende suspeito de envolvimento na morte da vereadora Marielle Fanco


Dúvida persiste nove meses depois

Renatinho Problema é apontado como tendo estado no carro em que seguiam a vereadora e o motorista

A polícia do Rio de Janeiro prendeu nesta terça-feira, 18, o antigo polícia militar Renato Nascimento Santos, que acredita ter estado no carro em que a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes foram assassinados a 14 de Março.

Renatinho Problema, como é conhecido, foi preso em Guapimirim, na Baixada Fluminense, com dois mandados de prisão.

Ele é apontado como integrante da milícia de Orlando Curicica, citado como ligado à morte de Marielle.

Orlando, que está preso, nega e afirma que foi forçado a assumir a autoria do crime.

Num primeiro momento, a delegada da polícia Carla Tavares afirmou que um dos mandados contra Renatinho Problema era por participação no atentado contra Marielle, mas recuou minutos depois para dizer que o mandado de prisão cumprido foi por organização criminosa, que seria comandada por Orlando de Curicica.

Ainda segundo a delegada, a participação de Renatinho no caso Mariele será investigada pela Delegacia de Homicídios.

Recorde-se que, em entrevista ao Estado de São Paulo a 14 de Dezembro, o secretário de Segurança do Rio de Janeiro, general Richard Nunes, afirmou que a vereadora Marielle Franco foi morta por milicianos que viam nela uma ameaça a negócios de apropriação irregular de terras pública na Zona Oeste do Rio.

As declarações de Nunes foram feitas um dia após operação malsucedida para prender suspeitos de envolvimento no crime.

Brasil chora Marielle Franco
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:37 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG