Links de Acesso

PM paquistanês testa positivo para a COVID-19


Imran Khan, primeiro-ministro do Paquistão

O primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, testou positivo para COVID-19, dois dias depois de ser inoculado contra a doença.

O ministro federal da Saúde, Faisal Sultan, confirmou no sábado que Khan contraiu a infecção do coronavírus e escreveu no Twitter que o líder paquistanês de 67 anos "está isolado em casa".

O escritório de Khan divulgou um vídeo na quinta-feira, enquanto ele recebia a sua primeira injeção da vacina chinesa Sinopharm, de duas doses, como parte de uma campanha nacional para incentivar a vacinação.

O primeiro-ministro na altura apelou à nação para garantir o cumprimento de todas as salvaguardas para ajudar a prevenir a propagação da COVID-19.

O país do sul da Ásia vive altos níveis de hesitação em vacinação, dizem as autoridades.

O Ministério da Saúde Federal esclareceu em comunicado que Khan não foi "totalmente vacinado" antes de contrair o vírus. "Ele só tomou a primeira dose e apenas 2 dias atrás, o que é muito cedo para QUALQUER vacina fazer efeito. Os anticorpos desenvolvem-se 2-3 semanas após a 2ª dose das vacinas COVID de 2 doses", escreveu o ministério no Twitter.

Fontes do gabinete do primeiro-ministro disseram à VOA que a revelação de Faisal fez com que vários funcionários e funcionários que trabalhavam em conjunto com Khan corressem para os hospitais para fazerem testes para COVID-19.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG