Links de Acesso

Plataforma aposta em educação cívica para contrapor intolerância e abstenção nas eleições

  • João Marcos

Eleições em Angola

OMUNGA e Organização Humanitária Internacional preocupadas com ambiente eleitoral em Angola

Uma plataforma da sociedade civil na província angolana de Benguela vai trabalhar em matéria de educação cívica para as eleições gerais, a 23 de Agosto, devendo eliminar focos de intolerância política que podem alimentar a abstenção.

Os mentores, entre os quais José Patrocínio, observador africano dos direitos dos homens e dos povos, esperam que a iniciativa chegue a todos os pontos do país.

Que a intolerância política na província de Benguela vem ganhando proporções alarmantes, como atestam vários exemplos, já todos sabiam.

Mas o activista José Patrocínio, coordenador da OMUNGA, que falava à VOA no rescaldo de uma visita ao interior da província, não estava à espera de uma realidade que separa até membros da mesma família.

"De forma informal, devo dizer, existem graves problemas de intolerância. Até as autoridades tradicionais são apontadas como estando por detrás de casos. Há intolerância entre as pessoas, uma vez que numa determinada família uma pessoa pode ser posta fora de casa por não pertencer ao partido dos outros’’, revela.

Aos partidos políticos, a OMUNGA, organização que estará na plataforma da sociedade civil, pede programas de Governo capazes de convencer o eleitorado.

‘’Os partidos devem marcar o seu papel, apresentando programas de governo com propostas sobre o sonho para Angola. A fiscalização da legalidade fica mais com a sociedade civil", diz.

Em nome da Organização Humanitária Internacional (OHI), que também abraçou o projecto, o consultor social Misselo da Silva lembra que o ambiente político não é dos melhores

"Sem uma educação cívica coordenada e articulada, vamos ter abstenção. Hoje, o ambiente político em Angola é difícil no que respeita à participação, isto é perigoso. Precisamos de uma estratégia a curto prazo para mobilizar as populações’’, sustenta.

A campanha de educação cívica deve arrancar no decurso do mês de Maio.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG