Links de Acesso

Pilotos e TAAG em negociações

  • Redacção VOA

Ameaça de greve no ar

Transportadora de bandeira acredita numa solução antes de quinta-feira

O Sindicato dos Pilotos Angolanos anunciou uma greve dos homens do comando da TAAG a partir de quinta-feira, 15, mas a Administração da companhia já aceitou negociar.

O porta-voz da companhia de bandeira, Carlos Vicente, disse à VOA que as conversações decorrem desde a passada sexta-feira, 9, e manifesta a esperança de que “uma saída possível” venha a ser encontrada nas próximas horas.

“Uma comissão de pilotos está neste momento a trabalhar com a administração da TAAG para ver se chegam a um consenso”, declarou Vicente afirmando-se confiante na equipa negocial.

Os pilotos da TAAG justificaram a decisão da greve com o que consideram a degradação "galopante e substancial das suas condições económico-financeiras, sociais e profissionais e o não cumprimento dos prazos e das obrigações previstos no Acordo de Princípios celebradosem 2016 para efeitos de negociação do Caderno Reivindicativo".

Os profissionais da companhia aérea de bandeira de Angola pretendem paralisar a actividade de 15 a 25 de Junho.

A decisão foi tornada pública numa Declaração de Greve assinada pelo comandante Jaime Pinto no passado dia 8 a que a VOA teve acesso.

O documento foi enviado ao presidente do Conselho de Administração da TAAG, com cópia para os ministros dos Transportes e da Administração Pública, Trabalho e Segurança.

A decisão, segundo a mesma nota, segue-se ao "silêncio expresso manifestado pela Administração da TAAG com relação à não negociação do caderno reivindicativo apresentado pelo SPLA (Sindicato de Pilotos Angolanos) em Março de 2016.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG