Links de Acesso

PGR pede moratória de 10 dias aos trabalhadores para satisfazer exigências

  • Coque Mukuta

João Maria de Sousa promete satisfazer trabalhadores

Trabalhadores suspenderam a greve que devia ter começado hoje

O Procurador Geral da República (PGR) de Angola pediu aos funcionários uma moratória de 10 dias para resolver os problemas, que levaram o sindicato a anunciar uma greve que teria início nesta segunda-feira, 17.

Apesar de dizerem não confiar nas promessas de João Maria de Sousa, os trabalhadores aceitaram a proposta, mas reiteraram que se até o dia 27 as suas reivindicações não forem satisfeitas vão para greve.

Sousa prometeu aos representantes do Sindicato Nacional dos Técnicos de Justiça e Administrativos da Procuradoria-Geral da República resolver o problema das promoções e reconversão de categorias, melhorar as condições de trabalho e pagar os subsídios de risco.

Os sindicalistas aceitaram o desafio e suspenderam a greve prevista para começar hoje até o dia 27.

“Ele prometeu resolver os problemas de imediato”, confirmou à VOA Lourenço Domingos, primeiro secretário do sindicato.

Domingos afirma que aceitaram o pedido do PGR, mas não acreditam nas suas promessas porque vêm de há algum tempo.

“Se não resolver dentro dos 10 dias, entraremos em greve”, garantiu o sindicalista.

Após o anúncio da greve, a procuradora e directora do Gabinete de Intercâmbio e Cooperação Internacional da PGR, Eduarda Rodrigues, tinha dito que não é o colectivo de funcionários que convoca a greve, mas apenas "meia dúzia" de funcionários do Ministério Público.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG