Links de Acesso

Pesquisa mapeia serpentes em Angola em livro

  • Isaías Soares

Paula Regina Simões de Oliveira, investigadora e escritora

A obra retrata as mordeduras de serpentes, o tipo de venenos e tratamentos

“Serpentes em Angola: visão toxinológica e clínica dos envenenamentos” é a primeira obra científica da medida e pesquisadora angolana Paula Regina Simões de Oliveira sobre a distribuição das serpentes venenosas no país e os benefícios para as ciências médicas.

O livro retrata as mordeduras de serpentes, o tipo de venenos e o tipo de atitude clínica em caso de mordeduras.

“Estão distribuídas pelo país todo mas as que são as mais letais, também têm distribuição em todas as províncias do país, destas que mais casos de envenenamentos causam são as bitisanianas (buta apelidadas pela população)”, disse Paula Olivveira, pra quem asmordeduras de cobra constituem um problema de saúde pública nas comunidades rurais em Angola.

A primeira pesquisa sobre distribuição de serpentes em Angola “Hertologie D Angola e du Congo” de Barbosa de Bocage de 1895.

A também decana da Faculdade de Medicina de Benguela, garantiu que as receitas da venda dos livros, numa primeira tiragem de 1000 exemplares serão revertidas para a continuidade do projecto de produção de soros antiofidícos contra venenos de importância médica em curso no Centro de Investigação e Medicamentos de Toxicologia de Malanje (Cimetox), onde é coordenadora.

“Com os fundos adquiridos com o lançamento do livro e da venda (do mesmo), é para se poder dar continuidade na pesquisa que se está a fazer sobre os soros antiofidícos”, confirmou, justificando que “foi pertinente escolher primeiro Luanda devido ao número de pessoas que acederam ao local para poder adquirir a obra”.

Além do Hospital Militar de Luanda, nesta quinta-feira, 19, a obra passará a ser comercializada através das livrarias dos Correios de Angola.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG