Links de Acesso

Pence pede que União Europeia deixe acordo nuclear com Irão - Merkel alerta para os "inimigos da Europa"


Mike Pence recebido por Angela Merkel na Conferência de Segurança de Munique. 16 de Fevereiro

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, pressionou os países europeus neste sábado, 16 de fevereiro, a retirarem-se do acordo nuclear entre o Irão e as grandes potências, e pediu que eles tenham cautela no uso de equipamentos de telecomunicações fornecidos pela chinesa Huawei.

“Chegou a hora dos nossos parceiros europeus estarem conosco e com o povo iraniano (...) Chegou a hora de nossos parceiros europeus se retirarem do acordo nuclear com o Irão.”, disse Pence na Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha.

Angela Merkel diz que Europa tem inimigos nos EUA e na Rússia

Apesar do apelo do vice Presidente americano, a chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu ser importante manter o acordo nuclear com o Irão e disse que embora os Estados Unidos e a Europa tenham tácticas diferentes, o objectivo final é o mesmo.

Merkel admitiu não concordar com muitas acções do Irão, nomeadamente em relação ao programa de mísseis balísticos e à intereferência no Iémen ou na Síria, mas ainda assim manter-se no acordo é, para a dirigente alemã, a melhor forma de conter as aspirações nucleares do Irão.

A chanceler disse ainda que a Europa "tem inimigos", referindo-se à Rússia e à extrema direita norte-americana.

Para Angela Merkel, a Rússia dirige uma "guerra híbrida" principalmente contra os países europeus "economicamente mais fracos" e os movimentos de extrema direita dos Estados Unidos têm como objectivo interferir nas eleições europeias.

Merkel referia-se ao ex-assessor do Presidente Donald Trump, Steve Bannon, que criou um movimento em Bruxelas e está a juntar os movimentos europeis de extrema-direita para as próximas eleições de maio.

Angela Merkel apelou a uma Europa do multilateralismo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG