Links de Acesso

Partidos da oposição admitem não comparecer à posse de João Lourenço

  • Manuel José

Lucas Ngonda, porta-voz dos partidos da oposição

UNITA, CASA-CE, FNLA e PRS anunciam "luta cerrada" dentro e fora das instituições

Os quatro partidos angolanos na oposição podem faltar à cerimónia de investidura do Presidente da República Joao Lourenço, soube a VOA junto de uma fonte bem informada.

Numa declaração conjunta à imprensa, UNITA, CASA, FNLA e PRS voltaram a defender que a luta democrática deve ser feita dentro das instituições, reiterando que os seus deputados vão tomar posse na Assembleia Nacional.

Ao falar em nome daqueles partidos, o presidente da FNLA, Lucas Ngonda, disse que a oposição vai dar uma cerrada ao MPLA dentro e fora das instituições durante os próximos cinco anos.

Ele também apelou à sociedade civil a se a unir aos partidos para a concretização da “democracia que se quer para o bem dos angolanos”.

Para isso, afirmou Lucas Ngonda, é necessário que se criem mecanismos legais para “reformar as instituicoes do Estado” como a Comissão Nacional de Eleições e os tribunais.

Apesar de a declaração não ter qualquer referência à presença daqueles partidos na investidura de João Lourenço, uma fonte ligada àquelas formações assegurou à VOA que uma das formas de contestar vai ser não marcar presença no acto do próximo dia 26.

Os subscritores da declaração condenaram também actos de intolerância que tiveram lugar em Monte Belo (Benguela) e na Lunda Sul, em que militantes dos partidos da oposição denunciaram ataques por parte de agentes do MPLA.

Além de Lucas Ngonda, da FNLA, estiveram presentes no acto Isaías Samakuva, da UNITA, Abel Chivukuvuku, da CASA-CE, e Benedito Daniel, do PRS.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG