Links de Acesso

Papa Francisco reza pelas 'vítimas da guerra' no norte do Iraque


Papa Francisco, reza pelas vítimas de guerra rodeado por igrejas destruídas, Praça das Igrejas Hosh al-Bieaa, em Mosul, Iraque, que já foi a capital do EI. 7 de Março, 2021.

O Papa Francisco rezou no domingo pelas "vítimas da guerra" no norte do Iraque, onde o grupo do Estado Islâmico (EI) devastou uma das comunidades cristãs mais antigas do mundo até a derrota dos jihadistas há três anos.

Com as paredes parcialmente destruídas da centenária Igreja Al-Tahera (Imaculada Conceição) atrás dele, Papa Francisco implorou aos cristãos no Iraque e no Médio Oriente que permanecessem em suas terras natais.

O pontífice de 84 anos disse que o "trágico" êxodo de cristãos do Iraque e de toda a região "causa danos incalculáveis não apenas aos indivíduos e comunidades em causa, mas também à sociedade que eles deixam para trás".

O ataque do EI forçou centenas de milhares de cristãos na província de Nínive, no norte do Iraque, a fugir. A população cristã do país encolheu para menos de 400.000 de cerca de 1,5 milhão antes da invasão liderada pelos EUA em 2003.

Os fiéis se reuniram no domingo no pátio da Igreja Al-Tahera, cujo telhado desabou durante os combates contra o EI em 2017. É uma das mais antigas de pelo menos 14 igrejas na província de Nínive que foram destruídas pelos jihadistas.

O maior envio de pessoal de segurança até agora foi mobilizado para proteger Francisco no norte do Iraque naquele que talvez seja o dia mais arriscado de sua viagem histórica a um país onde as forças do estado ainda estão em busca de células adormecidas do EI.

Mas o Papa parecia não se intimidar, enquanto era conduzido, num carrinho de golfe, pela histórica Cidade Velha de Mosul - em grande parte arrasada durante a luta para retirar os jihadistas.

AFP

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG