Links de Acesso

Oposição acusa Governo angolano de não aceitar observadores independentes como parte da fraude


André Mendes de Carvalho CASA CE

"Alguns observadores foram apenas turistas", diz dirigente da CASA-CE que interroga como é que CNE divulga resultados se votos ainda nao foram contados nas províncias

Partidos da oposição continuam a defender que o Governo angolano inviabilizou a presença de observadores convidados por eles convidados para viabilizar a fraude eleitoral levada a cabo pela Comissão Nacional de Eleições (CNE).

CASA questiona ausência de observadores internacionais "crediveis" -2:14
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:14 0:00

O Almirante André Gaspar Mendes de Carvalho “Miau”, vice-presidente da CASA-CE, não tem dúvidas que a “a inviabilização de observadores convidados pela oposição mostrava claramente uma arrogância por parte de quem organiza as eleições”.

Ela também acusa que muitos observadores foram apenas turistas e não tiveram qualquer desempenho enquanto tais.

“Quem não deve não teme, há uns que chegam aqui não têm peito para enfrentar o regime e por isso são apenas turistas”, sublinhou.

Kamalata Numa, candidato à liderança da UNITA. Angola
Kamalata Numa, candidato à liderança da UNITA. Angola

Por seu lado, Abílio Kamalata Numa, dirigente da UNITA considerou que muito observadores “não queriam se envolver nesta situação porque sabiam que o MPLA iria perder e não queriam produzir mentiras”.

Kamalata Numa disse à VOA que a CNE falhou e já não é um interlocutor válido para resolver a contenda eleitoral existente entre MPLA e a oposição.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG