Links de Acesso

ONU: Tropas etíopes e da Eritreia por trás de possíveis 'crimes de guerra' em Tigray


Rfugiados etíopes da região de Tigray no campo de Fashaga junto à fronteira com o Sudão

A responsável pelo escritório dos direitos da ONU disse hoje que o seu departamento corroborou graves violações que poderiam equivaler a "crimes de guerra e crimes contra a humanidade" na região de Tigray, na Etiópia, incluindo por tropas da Eritreia.

Michelle Bachelet destacou a necessidade urgente de uma investigação independente sobre a situação em Tigray, abalada por meses de combates.

As violações segundo o escritório da ONU foram cometidas por múltiplos actores no conflito”, incluindo as Forças de Defesa Nacional da Etiópia, a Frente de Libertação do Povo Tigray (TPLF), as forças armadas da Eritreia e as Forças Regionais de Amhara e milícias afiliadas.

Bachelet instou o governo etíope a conceder ao seu escritório e a outros investigadores das Nações Unidas acesso ao Tigray "com o objectivo de estabelecer os factos e contribuir para a responsabilização, independentemente da filiação dos perpetradores" dos crimes.

(AFP)

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG