Links de Acesso

Omar al-Bashir afastado do poder


Fonte militar confirmou à VOA que Presidente está em prisão domiciliar

O Presidente do Sudão, Omar al-Bashir, foi afastado pelos militares nesta quinta-feira, 11, após três décadas no poder e de três meses de protestos nas ruas.

Uma fonte militar em Cartum disse à VOA que al-Bashir foi colocado em prisão domiciliar, enquanto líderes militares e políticos negoceiam um Governo de transição.

Os militares devem fazer o anúncio oficial a qualquer momento,

A agência de notícias Reuters revelou que o exército invadiu a sede do movimento islâmico de Bashir, que administra seu partido do Congresso Nacional, mas, apesar dos contactos, a VOA não conseguiu falar com o porta-voz do partido.

Milhares de pessoas estão concentradas nas imediações do Ministério da Defesa e no centro de Cartum à espera de festejar a queda que têm pedido desde 19 de Dezembro, quando iniciaram manifestações, após o aumento do preço dos produtos de primeira necessidade, como o pão, e a escassez de combustível.

Sara Abdelgalil, uma porta-voz da Associação de Profissionais Sudanesa, que tem liderado as manifestações, disse que elas vão continuar, pois os sudaneses “não vão ficar satisfeitos se Omar al-Bashir for meramente substituído por outro militar num golpe”.

Al-Bashir no poder

Omar al-Bashir chegou ao poder em 1989 através de um golpe militar e instalou um regime repressivo, além de ter levado o país a muitas guerras.

Ele é alvo de dois mandados internacionais de prisão por genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade, emitidos pelo Tribunal Penal Internacional, em Haia, por causa de crimes cometidos em Darfur.

Naquela região, 300 mil pessoas foram mortas desde 2003, num conflito que opôs o Governo e milícias árabes, de um lado, a rebeldes não árabes separatistas, do outro.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG