Links de Acesso

Nova ajuda dos Estados Unidos aos palestinianos 


Antony Blinken, secretário de Estado americano, e Mahmoud Abbas, Presidente da Autoridade Palestiniano

Na sua primeira viagem ao Médio Oriente, o secretário de Estado Antony Blinken visitou Israel, depois de uma trégua que pôs fim a 11 dias de combates entre o Hamas e Israel. A violência causou destruição generalizada na Faixa de Gaza e matou mais de 250 pessoas, na sua maioria palestinianas.

Durante uma visita a Ramallah, o secretário Blinken anunciou que os Estados Unidos pretendem disponibilizar mais de 110 milhões de dólares em assistência ao povo palestiniano, aumentando para um total de mais de 360 milhões de dólares em ajuda anunciada desde Março deste ano.

“Sabemos que, para evitar o regresso da violência, temos que usar o espaço criado para abordar um conjunto maior de questões e desafios subjacentes. E isso começa com o enfrentamento da grave situação humanitária em Gaza e com o início da sua reconstrução”, disse ele.

O anúncio inclui 38 milhões de dólares em nova assistência humanitária na Cisjordânia e Gaza. Quase 33 milhões de dólares desses fundos irão para a Agência de Assistência e Trabalho da ONU para Refugiados da Palestina (UNRWA) para apoio às suas operações na Cisjordânia e Gaza. Outros 5,5 milhões de dólares irão para outros parceiros humanitários em Gaza.

Em conjunto com o Congresso dos EUA, o Departamento de Estado e a USAID fornecerão 75 milhões de dólares no próximo ano em assistência ao desenvolvimento e economia para apoiar a recuperação na Cisjordânia e Gaza. Este financiamento é um acréscimo aos 75 milhões de dólares anunciados a 7 de Abril.

“Todos esses fundos serão administrados de uma forma que beneficie o povo palestiniano, não o Hamas, que só trouxe miséria e desespero a Gaza”, disse o secretário Blinken.

"A ajuda dos Estados Unidos ao povo palestiniano atende a importantes interesses e valores dos EUA. Pretende ajudar aqueles que mais precisam, promove o desenvolvimento económico e apoia o entendimento, a coordenação de segurança e a estabilidade entre israelitas e palestinianos. Também se alinha com os valores e interesses dos nossos aliados e parceiros”, disse ele.

“Os Estados Unidos continuarão a incentivar outros doadores a apoiar esforços humanitários e de recuperação na Cisjordânia e Gaza, bem como programas e acções que tenham por objectivo comum a estabilidade e o progresso de israelitas e palestinianos".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG