Links de Acesso

No Moxico, ouvinte está preocupado com o corte de árvores e quer transparência

  • Redacção VOA

Nelson Euclides Mucazo

Nelson Mucazo Euclides, de 28 anos, está preocupado com o corte de árvores nos municípios de Bundas e Luchazes. Ele quer saber qual é o destino da madeira cortada, pois não vê nenhum benefício para os cidadãos do Moxico.

Troncos cortados nos municípios dos Bundas e Luchazes
Troncos cortados nos municípios dos Bundas e Luchazes

“Vemos os camiões dos chineses que levam a madeira, e não sabemos como isso está a funcionar.

Eles cortam de dia, e os camiões chegam à noite em Luena,” explica.

Euclides gostaria que o Governo esclarecesse o destino e o fim dados às árvores, pois considera o corte delas um acto irracional.

Euclides também fez um comentário sobre a produção de arroz na província:

“Quando o Governo diz que se produz arroz é uma mentira. Isso não existe.”

Segundo Euclides, o arroz da província na realidade vem da Europa e da América Latina.

Ele disse que o quilo de arroz no Moxico custa 450 kwanzas (menos de três dólares) e gostaria de ver o preço baixar para 120.

“Em Angola há pessoas que ganham 8 mil kwanzas por més, o que não dá para comprar comida, nem para cuidar da saúde”.

Confira a entrevista na íntegra.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG