Links de Acesso

Negociações nucleares do Irão serão retomadas em Viena


O Presidente iraniano, Hassan Rouhani, analisa as novas conquistas nucleares do Irão durante o Dia Nacional da Energia Nuclear do Irão em Teerão, Irão, 10 de Abril de 2021.

Neste sábado, 1 de Maio, as partes do acordo nuclear com o Irão devem retomar a terceira ronda de negociações em Viena com o objectivo de trazer os Estados Unidos de volta ao acordo.

O acordo, que restringe o programa nuclear do Irão em troca do alívio das sanções, está em suporte vital desde que o então Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou o seu país em 2018.

Os demais parceiros do acordo de 2015 estão em negociações desde o início de Abril para tentar revivê-lo.

A terceira rodada de negociações começou na terça-feira e, após vários dias de discussões técnicas entre grupos de especialistas e delegações, será retomada no sábado.

O serviço do chefe de política externa da UE, Josep Borrell, disse num comunicado que delegados da Grã-Bretanha, China, França, Alemanha, Irão e Rússia se reunirão pessoalmente por volta das 15h00 (horário de Brasília).

"Os participantes continuarão as suas discussões tendo em vista um possível retorno dos Estados Unidos ao JCPOA e sobre como garantir a implementação plena e efectiva do JCPOA", disse o comunicado, usando a sigla do nome formal do acordo.

Após as negociações, as delegações retornarão às suas respectivas capitais para receber instruções, disse o Ministério das Relações Exteriores do Irão.

Um diplomata europeu disse que as delegações americana, europeia, russa e chinesa realizaram uma reunião conjunta na manhã de sábado, mas sem representação iraniana, pois Teerão se recusou a negociar diretamente com os EUA.

Além de fugir do acordo, a administração de Trump impôs sanções abrangentes ao Irão, que por sua vez começou a intensificar suas atividades nucleares.

O novo presidente dos EUA, Joe Biden, apoia o acordo - com o qual o Irão estava em conformidade antes das sanções de Trump - mas pediu a Teerão que retrocedesse as suas medidas antes que Washington acabasse com as sanções.

Depois de quase um mês de negociações, as partes expressaram esta semana o desejo de "acelerar" as negociações.

A esperança das negociações é alcançar um resultado concreto "até o final de maio" - antes da eleição presidencial do Irão em junho - um diplomata familiarizado com as discussões disse à AFP.

AFP

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG