Links de Acesso

Mulher é chicoteada em Mocímboa da Praia por criticar políticos


Decisão foi de líderes de um bairro

Polícia ainda não se pronunciou e jurista diz que autores das chicotadas cometeram um crime

Uma mulher foi condenada a seis chicotadas pelas autoridades do bairro 30 de Junho, na vila de Mocímboa da Praia, na província moçambicana de Cabo Delgado, indiciada de ser a protagonista frequente de insultos sociais e políticos, soube a VOA de vários fontes.

O líder do bairro, cujo nome não foi divulgado, convocou a população e numa sessão pública e mandou chicotear a mulher que foi mantida deitada de barriga para baixo por vários minutos.

"Já exagerava com os insultos, e não conhecíamos os seus interesses" disse à VOA Djabo um morador da Mocimboa, que se mostrou indiferente se a situação se relaciona com o fundamentantismo islâmico.

Um vídeo que circula nas redes sociais, a que a VOA teve hoje acesso, mostra a mulher a ser retirada do meio da população para o centro do círculo, forçada a se deitar no chão e a receber a chicoteada.

O jurista Faizal Castigo disse à VOA que a acção, protagonizada por um colectivo dos líderes, representa "ofensas contra", sendo que pode recorrer à justiça.

"Eles (os líderes) agiram com dolo", sublinhou Faizal Castigo, sustentando que em Moçambique não está tipificado o chicoteamento.

A Polícia em Pemba, Cabo Delegado, ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG