Links de Acesso

Mudança de pastas em Cabinda com desafios difícieis

  • José Manuel

Aldina da Lomba Catembo, governadora cessante

Governadora cessante disse que ninguém a expulsa da província e novo timoneiro aponta prioridades

A governadora cessante da província angolana de Cabinda, Aldina da Lomba Catembo, disse nesta quinta-feira, 5, no acto da apresentação do seu substituto no cargo, Eugénio Cesar Laborinho, que cessa o mandato mas ninguém lhe vai retirar a naturalidade do enclave do seu Bilhete de Identidade.

A governadora, que tem sido alvo de muita censura partidária pelos resultados eleitorais, afirmou que a sua governação não alcançou as metas por razões financeiras.

O novo governador foi apresentado no Palácio do Governo aos membros do Conselho de Auscultação e Concertação Social.

"Conta com o nosso apoio, estaremos aqui para apoiá-lo em tudo quanto possível, tanto no esclarecimento de dúvidas e preocupações. Aquilo que estiver ao nosso alcance, vamos continuar a fazer para uma Cabinda cada vez melhor”, disse Aldina da Lomba Catembo, reiterando que continuará como “deputada ou mesmo depois do nosso mandato de deputada, nem que for para deixar os restos mortais voltaremos a Cabinda".

Eugénio Cesar Laborinho, por seu lado, assegurou que quer contar com todos para o êxito da província.

"Temos consciência que a missão não será fácil, mas estamos certos que empreenderemos todo o nosso saber, esforço pessoal e colectivo para garantir o bem-estar das populações", afirmou.

O novo governador disse que uma atenção especial será prestada aos serviços de saúde, energia e águas, saneamento básico, a educação, vias estruturantes e integradas e a emigração ilegal, sectores onde, admitiu espera encontrar muitas dificuldades.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG