Links de Acesso

MPLA e antigo dirigente do partido em Cabinda no tribunal

  • José Manuel

Litígio aguarda sentença do tribunal

Em causa um imóvel que João Zau diz pertencer-lhe, enquanto o MPLA afirma o contrário.

O antigo secretário da Administração, Finanças e Logística do MPLA em Cabinda trava uma batalha judicial com o partido no poder sobre a posse e propriedade de um imóvel localizado no centro da cidade.

João Zau diz que o imóvel foi confiscado pelo Estado através da lei de confisco em 1981 e transferido para o seu domínio em 1991 por um despacho da Comissão Nacional de Venda do Património Habitacional do Estado.

Por seu lado, o MPLA diz que o edifício é seu, mas o antigo secretário defende-se afirmando ter pago na totalidade o valor da compra.

O litígio foi levado para o Tribunal Provincial de Cabinda mas a sentença tarda a chegar.

João Zau diz não ter dúvidas de que alguns membros do partido pretendem o imóvel em nome do MPLA e acusa a governadora de Cabinda Aldina Matilde Da Lomba Catembo de estar por detrás desta situação e de “usar a prepotência e abuso do poder para esbulhar bens de cidadãos”.

A VOA tentou sem sucessos ouvir o segundo secretário provincial do MPLA Artur do Carmo Manuel.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG