Links de Acesso

Morreu Waldemar Bastos


Waldemar Bastos, músico angolano

O músico e compositor angolano, Waldemar Bastos, morreu no domingo, 9 anunciou a família.

Na página oficial de Facebook do cantor, a família escreveu nesta segunda-feira, 10: "Com profunda tristeza e dor, a família informa a todos que conheciam e apreciavam a sua música, que Waldemar Bastos faleceu ontem dia 9 de Agosto de 2020, vítima de doença prolongada.Ficaremos com eterna saudade, carinho e com o seu amor incondicional à sua família, em especial como Pai e Avô. Deixa a todos nós e em particular ao povo humilde de Angola o seu legado musical ímpar e de excelência."

O autor de “Pitanga Madura”, “Velha Chica” e outros clássicos da música angolana é uma referência da cultura angolana, que levou a vários palcos do mundo.

Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos, conhecido como Waldemar Bastos, nasceu em M'Banza Kongo, capital da província do Zaire, a 4 de Janeiro de 1954 e, filho de músico, começou a dar vazão à sua arte bem cedo, com os instrumentos do pai.

A seguir à Independência de Angola, emigrou para Portugal, que se transformou na base da sua carreira.

Em 1999, recebeu o Award pela World Music, no mesmo ano em que o jornal americano New York Times classificou o album “Preta Luz (Black Light)” como uma das melhores obras da época.

Em 2018, o Governo angolano atribuiu-lhe o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de Música.

Nos últimos anos, Bastos residiu nos Estados Unidos.

Em outubro de 2018, no programa Artes, da VOA, Waldemar Bastos falou da sua carreira e abordou também a situação política em Angola.

“Um país floresce, começa a caminhar em alta dimensão quando os seus valores culturais se afirmam, quando a alma desse país começa a vibrar”, afirmou o músico que destacou o fato de que "aqueles indivíduos que maltratavam a nossa própria cultura estão agora abraços com a justiça (...) acredito que Angola vai viver momentos culturais muito elevados, vai começar a despontar".

Em 40 anos de carreira, Waldemar Bastos publicou sete álbuns:

1983: Estamos Juntos (EMI Records Ltd)
1989: Angola Minha Namorada (EMI Portugal)
1992: Pitanga Madura (EMI Portugal)
1997: Preta Luz [blacklight] (Luaka Bop)
2004: Renascence (World Connection)
2008: Love Is Blindness (2008)
2012: Classics of my soul (2012)

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG