Links de Acesso

Morreu Quino, o pai de Mafalda


O cartoonista Joaquin Salvador Lavado, Quino, toca uma escultura de sua personagem cómica Mafalda, 23 outubro, Oviedo, Espanha

O cartoonista argentino Quino, criador de Mafalda, a menina curiosa e perspicaz que usou o humor e a ironia para exigir mais democracia no país em crise, morreu aos 88 anos, informou seu editor na quarta-feira.

Joaquín Salvador Lavado, mais conhecido como Quino, recentemente sofreu um derrame e, apesar dos médicos terem conseguido estabilizá-lo temporariamente, o seu estado piorou, informou a media local.

"Quino morreu. Todas as pessoas boas no país e no mundo ficarão de luto por ele", disse no Twitter Daniel Divinsky, o seu editor de longa data.

Flores foram postas no banco que tem a estátua de Mafalda, a personagem de banda desenhada criada pelo cartoonista argentino Quino. Buenos Aires, Argentina, 30 setembro, 2020.
Flores foram postas no banco que tem a estátua de Mafalda, a personagem de banda desenhada criada pelo cartoonista argentino Quino. Buenos Aires, Argentina, 30 setembro, 2020.

Quino criou Mafalda, uma menina argentina de cerca de cinco ou seis anos, com cabelos pretos protuberantes e fortes opiniões políticas. A banda desenhada foi publicada em 27 idiomas.

Ele foi capaz de usar a aparente inocência de Mafalda para espalhar críticas contundentes às ditaduras que assolaram a América Latina a partir dos anos 1960, incluindo a ditadura militar da Argentina de 1966-1973.

Depois de um golpe fracassado de 1987 contra o presidente Raul Alfonsin, Quino publicou um cartoon de Mafalda dizendo "Sim à democracia! Sim à justiça! Sim à liberdade! Sim à vida!"

Morreu o criador de Mafalda, Quino
please wait

No media source currently available

0:00 0:00:56 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG