Links de Acesso

Morreu o angolano José Patrocínio, defensor dos direitos humanos


Fundador do OMUNGA

O activista angolano e defensor dos direitos humanos José Patrocínio morreu neste sábado, 1 de Junho, no Hospital Geral de Benguela, vítima de doença.

A morte do coordenador executivo da organização OMUNGA foi confirmada cerca das oito horas da manhã, seis horas após o seu internamento, visivelmente debilitado.

Nos últimos tempos, Patrocínio queixava-se de sérios problemas de saúde, o que limitava, de certa forma, as suas acções cívicas.

Senhor "Sociedade Civil"

A sua última missão, há duas semanas, foi a entrega às autoridades de Benguela de assinaturas recolhidas no âmbito da campanha “Não à Desgraça na Graça”, contra a construção de uma fábrica de fertilizantes naquele bairro, com cerca de 60 mil moradores que podem ficar expostos a produtos químicos.

Também no dia dia 17 ele liderou uma marcha contra a construção da fábrica.

José António Martins Patrocínio, o “senhor sociedade civil”, como era tratado, notabilizou-se na luta contra o abuso de crianças vulneráveis e outras violações de direitos, principalmente no Lobito, onde há cerca de 20 anos fundou a OMUNGA.

O “Quintas de Debate”, um espaço de discussão sobre aspectos da vida política, social e económica do país, consolidou o seu estatuto.

Patrocínio era engenheiro agrónomo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG