Links de Acesso

Moradores do Soyo anteveem Natal sombrio


Às escuras

Cidade não tem emprego, energia eléctrica nem medicamentos

A quadra festiva antevê-se sombria para os moradores de Soyo, na província angolana do Zaire, onde, segundo eles, há falta de quase tudo.

Situaçao desesperada no Soyo - 2:01
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:01 0:00

O grito de lamento na vila petrolífera surge de uma população cuja maioria encontra-se desempregada, não há energia elétrica, um litro e meio de petróleo para candeeiros custa 1.500 kwanzas e hospitais estão sem medicamentos.

"A cidade petrolífera do Soyo está a entrar na quadra festiva muito triste, falta energia eléctrica, o povo vive de candeeiros e um litro e meio e às vezes o nosso petróleo sai para a RDC e volta a ser comercializado aqui", lamenta um morador.

Outro problema é o desemprego que afecta a maioria da população “que tinha como posto de trabalho o Kwanda e agora não se não sabe onde arranjar algo para sustentar os filhos, estamos mal", lamenta outro morador.

No campo da saúde, há um centro de saúde infantil que já foi inaugurado duas vezes, mas continua fechado.

“Queremos saber junto da ministra da Saúde o que se passa com este centro infantil, por outra o Hospital Municipal do Soyo não tem medicamentos, nem equipamentos de diagnóstico, os cidadãos são obrigados a fazer isso fora do hospital, o que se passa afinal?", questiona outro cidadão que prefere não ser identificado.

A VOA tentou mas sem sucesso, ouvir a administração local.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG