Links de Acesso

Moradores de bairro em Malanje protestam por falta de luz há 15 dias

  • Isaías Soares

Protestos frente à empresa de electricidade

ENDE reconhece dificuldades e promete resolver o problema nesta semana

Vários moradores do bairro Ritondo, na periferia da cidade de Malanje, manifestaram-se na segunda-feira, 27, defronte à sede da Empresa de Distribuição de Electricidade (ENDE) para exigir melhorias no fornecimento de energia eléctrica.

Manifestção em frente à companhia de electricidade em Malanje - 1:57
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:57 0:00

Os clientes das zonas 10 e 12 disseram estarem privados de electricidade há 15 dias sem quaisquer esclarecimentos por parte da ENDE.

“Estamos há duas semanas sem luz, mensalmente pagamos, então, e o peixe está podre na arca, tudo está podre”, lamentou, questionando que gasta “dinheiro à toa? O dinheiro para a vela vou tirar de onde? Eu não trabalho se já pago na ENDE?”, questiona um morador.

Famílias estão a abandonar residências no bairro Ritondo por insuficiências na distribuição do produto.

Moradora protesta
Moradora protesta

O porta-voz da ENDE, Leandro, reconheceu as constantes falhas e confirmou que há restrições pontuais.

“Nós temos conhecimento, mas não são duas semanas sem energia, temos aí problemas do equipamento e somos obrigados a fazer alguma restrição para minimizar os equipamentos, mas de um tempo a esta parte estamos a procurar trabalhar no sentido de restabelecer a situação”, disse, acrescentando ter uma equipa no terreno que promete resolver o programa esta semana.

Em Malanje funcionam os aproveitamentos hidroeléctricos de Capanda e Laúca, e a Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom) no município de Cacuso, mas o fornecimento de energia continua deficiente.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG