Links de Acesso

Refugiados regressam à Zambézia provenientes do Malawi

  • André Baptista

Crianças moçambicanas no campo de refugiados de Kapise no Malawi.

Campanha foi liderada pela Renamo

Uma campanha da Renamo na província moçambicana da Zambézia para sensibilizar deslocados do conflito político-militar, incluindo refugiados no Malawi, a retornarem às origens, permitiu o regresso de milhares de populares e membros do partido.

O anuncio foi feito nesta quinta-feira, 27, por Abdala Ibrahimo, delegado político provincial da Renamo na Zambézia.

Milhares de populares, além de quadros do partido, que haviam se deslocado para distritos vizinhos de Morrumbala, a zona que viveu a maior intensidade do conflito na Zambézia, incluindo os que se refugiaram para o Malawi, regressaram nos últimos três meses da campanha da Renamo.

Machambas de populares reabriram na zona de guerra e as delegações a todos os níveis do partido voltaram a funcionar, sem o receio de intimidações e sequestros de que eram alvos.

Vários membros que estavam deslocados ou refugiados participam nas eleições internas para integrar a lista dos membros dos órgãos eleitorais pela Renamo para as eleições autárquicas de 2018 e provinciais e gerais de 2019.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG