Links de Acesso

Moçambique afectado pela Covid-19 e ataques no norte e centro do país


Moçambique afectado pela Covid-19 e ataques no norte do país

Ataques da autoproclamada junta militar da Renamo em Manica, o assassinato de dois moçambicanos no Malawi acusados de disseminar coronavírus quebraram o monopólio das notícias pela COVID-19 na imprensa mocambicana, que evita reportar sobre a escalada de ataques em Cabo Delgado.

O líder da autoproclamada Junta Militar da RENAMO, Mariano Nhongo, reivindicou, em declarações a jornalistas, o ataque que matou, segunda-feira, um vietnamita em Matarara, província de Manica, Centro de Moçambique.

Nhongo disse que “o governo deve resolver o problema da RENAMO, porque sem isso vai haver problema” e insistiu que os guerrilheiros cumprem as suas
ordens. Nhongo ameaçou destruir investimento estrangeiro e impedir o que considera “saque de recursos florestais e mineiros” por estrangeiros, em detrimento das comunidades locais.

Cidadão vietnamita decapitado em Manica, Moçambique
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:46 0:00


Guerrilheiros da Junta Militar queimaram sete camiões e duas máquinas pesadas no estaleiro do vietnamita brutalmente assassinado.

Entretanto, chegaram a Tete, nesta quarta-feira 8 de abril, os corpos de dois moçambicanos, um dos quais membro da Polícia, brutalmente assassinados no Malawi acusados de espalhar coronavírus.

Moçambique regista 17 casos de infeção, mas sem óbitos.

Moçambique afectado pela Covid-19 e ataques no norte do país
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:04 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG