Links de Acesso

Ministro reconhece que quase quatro mil trabalhadores perderam empregos em dois meses


Instituto Nacional Estatística, Luanda

A ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social de Angola informou que pelo menos 3.728 pessoas perderam o emprego nos últimos dois meses devido aos graves problemas de tesouraria que foram agravados pelos efeitos da pandemia da Covid-19,

Num encontro com empresários em Luanda nesta sexta-feira, 15, Teresa Rodrigues Dias afirmou que os setores mais afetados são os da construção, petróleos, indústria e serviços.

A situação é "preocupante" reiterou Dias, quem lembrou que a pandemia "lamentavelmente tem refletido negativamente na vitalidade das empresas, na execução de determinadas políticas, como o fomento de emprego".

Para fazer frente a esta situação, a governante lembrou a aprovação do decreto presidencial de 9 de abril, com “medidas imediatas de alívio dos efeitos económicos e financeiros provocados pela covid-19".

O pacote destina quase 500 mil milhões de kwanzas a empresas e famílias.

Teresa Rodrigues Dias reiterou que a decisão revela a preocupação de João Lourenço para a “garantia da estabilidade económico-financeira, bem como a salvaguarda das relações jurídico-laborais dos nossos concidadãos que, no seu labor, garantem a sustentabilidade das suas famílias".

Gestores presentes no encontro manifestaram a sua preocupação com a situação para a qual, reconheceram, o Executivo não meios para fazer frente, e admitiram que haverá ainda muitos despedimentos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG