Links de Acesso

Mineiros da Lunda Norte e empresa não se entendem e a greve continua


Trabalhadores insistem na saída do director da Sociedade Mineira de Luminas

A Administração Municipal do Cuango, na província angolana da Lunda Norte, tentou na segunda-feira, 26, sem sucesso, convencer os trabalhadores da Sociedade Mineira de Luminas a suspenderem a greve contra o pagamento de seis dos 14 salários em atraso e a continuação no cargo do actual director de empresa.

A equipa composta por dois administradores adjuntos, um representante local do Ministério do Trabalho e ainda pelo comandante municipal da polícia, estevereunida com os grevista, mas estes recusaram-se a aceitar as contra-propostas do Governo, segundo declarou à VOA o secretário sindical, Francisco António Júlio.

Os grevistas insistem no afastamento do director da empresa e dizem que a questão dos salários em atraso seja remetida para o futuro gestor da sociedade.

Os grevistas acusam o director André Gomes Moisés de maus-tratos e de passar informações deturpadas à empresa central Endiama sobre as reivindicações dos trabalhadores.

A Sociedade Mineira de Luminasé uma subsidiária do grupo Endiama, a empresa estatal angolana de prospecção, exploração, pesquisa e comercialização de diamantes.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG