Links de Acesso

Miguel Díaz-Canel assume líderança do Partido Comunista de Cuba e passa a liderar o país de facto


Miguel Diaz-Canel (esq) e Raul Castro (dir)

Raul Castro aposenta-se e pela primeira vez, em 62 anos, não há um Castro à frente de Cuba

O Presidente cubano Miguel Díaz-Canel foi eleito nesta segunda-feira, 19, primeiro-secretário do Partido Comunista de Cuba, em substituição de Raul Castro, que se aposentou aos 89 anos.

O anúncio foi feito no final do 8º Congresso Partido Comunista Cubano", que pôs fim a uma era de seis décadas em que o país foi governado pelos irmãos Fidel e Raul Castro, que lideraram a revolução de 1959.

Díaz-Canel, de 60 anos, tornou-se Presidente em 2018, quando Raul Castro deixou o cargo, embora se tenha mantido à frente do partido que é o órgão que dirige o país.

No início da reunião dos comunistas na sexta-feira passada, Raúl Castro anunciou a sua saída do cargo, que ele assumiu em 2008, quando o irmão e líder da Revolução, Fidel Castro, deixou o poder por motivos de saúde.

Pela primeira vez, desde 1959, Cuba não terá à frente um Castro.

Descendente de imigrantes espanhóis, Miguel Díaz-Canel nasceu na província de Villa Clara, é engenheiro de formação, casado com uma professora universitária e tem dois filhos de um casamento anterior.

Ele foi ministro da Educação no Governo de Raul Castro.

Apesar dos apelos para abertura política, observadores políticos não esperam mudanças no sistema político cubano, mas sim no sector económico, devido à crise que se arrasta há anos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG