Links de Acesso

Manuel Vicente defende mérito e fim de ilegalidades no ensino superior

  • Redacção VOA

Vice-Presidente angolano abriu o ano académico de 2017

O vice-presidente angolano defendeu a cultura do mérito e o respeito pela lei ao intervir nesta sexta-feira, 3, no acto central de abertura do ano académico do ensino superior de 2017, na cidade de Caxito, capital da província do Bengo.

Depois de destacar o crescimento quantitativo do ensino superior, com 61 instituições, Manuel Vicente apelou a um crescimento qualitativo.

“Deve-se apostar na qualificação permanente do corpo docente e na formação específica dos novos docentes”, disse Vicente, que também levantou a bandeira da legalidade, revelando que o Governo deu indicações para que todas as instituições de ensino cumpram a lei e os requisitos para o seu funcionamento.

O vice-presidente garantiu, no entanto, que “nem os licenciados, nem as instituições serão afectados”, mas asseverou que os estabelecimentos de ensino devem adaptar-se à legislação existente.

As denúncias de ilegalidades e processos menos claros não ficaram por aqui na intervenção de Manuel Vicente que pediu um forte combate a outras práticas há muito denunciadas.

“Refiro-me às práticas pouco abonatórias ou simplesmente negativas no processo de admissão e avaliação de estudantes, bem como nos processos de recrutamento, selecção e promoção de docentes, técnicos e funcionários”, reiterou o vice-presidente.

O ano académico de 2017 em Angola está ameaçado por greves e paralisações dos professores que aguardam pela satisfação do seu caderno de reivindicações entregue ao Governo, como os sindicatos têm vindo a noticiar.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG