Links de Acesso

Malanje: Jovens ilibados pelo Tribunal Supremo vão ser libertados


Tribunal da Comarca de Malanje, Angola onde forma julgaods os jovens

Os três jovens condenados pelo Tribunal de Malanje no dia 4 de Abril após manifestações durante uma visita do vice-presidente angolano deveriam ser libertados hoje.

A libertação foi ordenada pelo Supremo Tribunal.

As ordens de soltura solturas para libertação dos 3 jovens condenados pelo Tribunas da Comarca de Malanje e acusados de apedrejamento da caravana de viaturas do vice-presidente da República e abuso às autoridades no dia 4 de Abril foram entregues esta tarde à direcção da Unidade Penitenciaria da capital.

Um dos defensores oficiosos dos casos que ditaram penas de prisão a Afonso Simão Muaxipululu, de 18 anos, Justinho Horário António Valente, 22 anos, e António Joaquim Fernando, 21 anos, Teixeira Mundo Acácio, disse que os mesmos deveriam deixar a cadeia da Comarca no princípio da noite.

Teixeira Mundo Acácio
Teixeira Mundo Acácio

“Como tínhamos dito aquando primeiro julgamento em primeira instância no Tribunal Provincial de Malanje não havia provas para que os mesmos fossem condenados nos crimes de que vinham indiciados e felizmente a decisão veio a nossa favor”, disse.

“O Tribunal Supremo não achou provas bastante para condenar os jovens nos crimes que vinham indiciados, então foram absolvidos com base na falta de provas”, acrescentou

Os s familiares dos 3 presos sem culpa formada estiveram hoje na entrada da Cadeia da comarca de Malanje.

Helena Mutaleno
Helena Mutaleno

Helena Mutaleno da Silva irmã de Justinho Horário António Valente agradeceu o apoio de todos à causa da libertação dos três jovens.

A Organização Não Governamental OMUNGA, a Amnistia Internacional, activistas de Luanda, Benguela, Malanje e várias forças fizeram campanha para libertação de 3 jovens agora declarados inocentes.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG