Links de Acesso

Malanje: Agentes de educação cívica eleitoral escolhidos por interesses dos comissários, acusa CASA-CE

  • Isaías Soares

Campanha CASA-CE em Malanje, Angola. Junho 2017

A Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral acusou, em Malanje, a Comissão Provincial Eleitoral local de ter violado os procedimentos para a contratação dos agentes de educação civil eleitoral.

"A escolha dos mobilizadores foi por interesses dos comissários municipais", referiu o secretário-executivo provincial da CASA-CE, Carlos Xavier Luís Lucas.

Carlos Xavier Luís Lucas, secretário-executivo provincial da CASA-CE em Malanje
Carlos Xavier Luís Lucas, secretário-executivo provincial da CASA-CE em Malanje

“Existe uma forma própria para a selecção, os mesmos passariam por um concurso público ou de adesão que infelizmente em Malanje não aconteceu, e nos termos da Lei Eleitoral compete ao plenário decidir sobre a selecção e aprovação dos candidatos”, defendeu.

Em conferência de imprensa, o representante de Abel Epalanga Chivukuvuku, que aguarda por esclarecimentos por parte da CPE, questionou a falta de transparência para a indicação dos presidentes dos órgãos eleitorais desde o topo à base.

“Nós sabemos perfeitamente de que todos os presidentes desde as assembleias aos municípios pertencem ao partido MPLA, a lei estipula que deviam ser pessoas com idoneidade reconhecida, e se pudesse conferir esta possibilidade aos magistrados, infelizmente em Malanje não tem nenhum magistrado”, reclamou.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG