Links de Acesso

Lula da Silva diz não estar fora do jogo e postula-se a candidato presidencial

  • Redacção VOA

Lula da Silva reage a sentença

Antigo Presidente brasileiro diz ser inocente e pede provas do crime de que é acusado

O antigo Presidente brasileiro Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira, 13, que a sentença de ontem que o condenou a nove anos e seis meses de prisão não o tirou do jogo.

Esta é a primeira reacção de Lula da Silva à condenado por corrupção.

"Se alguém pensa que com essa sentença me tiraram do jogo, pode saber que eu estou no jogo", disse o antigo Presidente numa conferência de imprensa de 30 minutos em São Paulo.

"Quero dizer ao meu partido que até agora eu não tinha reivindicado, mas agora vou reivindicar como postulante a candidato a Presidente da República", afirmou Lula da Silva na presença de vários líderes do Partido dos Trabalhadores (PT).

Apoiante de Lula para 2018
Apoiante de Lula para 2018

Mais à frente o antigo Chefe de Estado desafiou quem “tiver uma prova contra mim, por favor, diga. Mande para a Justiça, mande para a suprema corte, mande para a imprensa. Eu ficaria mais feliz se fosse condenado por conta de uma prova", afirmou.

"Nós vamos recorrer em todas as instâncias de todas as arbitrariedades”, garantiu Lula da Silva, defendendo a abertura de processo contra “quem mentir, contra quem não disser a verdade neste país".

O antigo Presidente foi mais longe e disse que “a Justiça não pode mentir, não pode tomar decisões políticas, ela tem que tomar decisões baseadas nos autos (...) e a única prova é a da minha inocência", afirmou.

"Não sou dono de triplex. Não tenho triplex”, reiterou várias vezes Lula da Silva, em referência ao apartamento que a acusação diz ter-lhe sido oferecido como luvas pela construtora OAS em São Paulo.

Refira-se que é a primeira vez na história que um antigo Presidente da República é condenado por um crime comum no Brasil.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG