Links de Acesso

Julgamento dos jornalistas Rafael Marques e Mariano Brás inicia hoje


Rafael Marques

Jornalistas são acusados de crimes de injúrias e ultraje a órgão de soberania devido a texto que denuncia corrupção do PGR

O julgamento dos jornalistas angolanos Rafael Marques e Mariano Brás, acusados pelo anterior Procurador Geral da República (PGR), João Maria de Sousa, de crimes de injúrias e ultraje a órgão de soberania, deve começar nesta segunda-feira, 19, em Luanda.

O início esteve marcado para o dia 5 de Março mas o Tribunal de Luanda adiou o julgamento para hoje.

Na altura, em declarações a jornalistas Rafael Marques afirmou que vai reafirmar em tribunal "a corrupção do ex-Procurador-Geral da República e provar em tribunal que é corrupto".

Entretanto, ele questionou o facto de ter denunciado um acto de corrupção e de, agora, enfrentar acusação de crimes contra a segurança do Estado.

"Como é que eu, tendo denunciado um caso de corrupção, sou acusado de cometer crimes contra a segurança do Estado? Isto é um abuso!", concluiu Rafael Marques.

Mariano Brás
Mariano Brás

No texto com o titulo, “Procurador-Geral da República envolvido em corrupção”, publicado no seu site Maka Angola a 26 de Outubro, Rafael Marques denunciou o envolvimento do general João Maria de Sousa num negócio de concessão de uma parcela de terreno de três hectares para a construção de um condomínio residencial com vista para o mar, no município do Porto-Amboim, na província do Kwanza-Sul.

O jornal O Crime, de que Mariano Brás é proprietário e director, republicou o artigo de Marques.

O julgamento deve acontecer na 6ª Secção da Sala dos Crimes Comuns do Tribunal Provincial de Luanda, Palácio Dona Ana Joaquina.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG