Links de Acesso

Juiz nega transferência de ex-Presidente Jeanine Áñez da prisão para hospital


Jeanine Áñez, escoltada pela polícia em El Alto, Bolivia, Março 13, 2021.

Um juiz boliviano retirou a sua decisão de transferir a ex-Presidente Jeanine Áñez da detenção para um hospital para que ela pudesse receber atendimento médico imediato na sexta-feira.

O juiz argumentou que os médicos do hospital podem entrar nas instalações para examiná-la e tratá-la.

O juiz Armando Zeballos, de La Paz, tribunal da capital da Bolívia, justificou a sua decisão dizendo que Áñez deve permanecer isolada no centro de detenção para evitar contrair a doença da COVID-19.

Áñez, 53, que foi condenada a quatro meses de prisão preventiva, há uma semana, por incitar um golpe de Estado contra o seu antecessor, está detida na prisão feminina em La Paz.

A família de Áñez e o seu advogado, Ariel Coronado, disseram que embora a justiça boliviana tenha autorizado a transferência, o governo do presidente Luis Arce, que preside o partido no poder, Movimento pelo Socialismo (MAS), recusou-se a cumprir a ordem.

"Mais uma vez, estamos a enfrentar um abuso do governo, pelos direitos humanos mais elementares", disse em mensagem enviada da conta de Áñez no Twitter.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG