Links de Acesso

Jovens refutam acusações de terrorismo num tribunal de Luanda


Tribunal Provincial Luanda

Os seis acusados dizem ter feito declarações por coação das autoridades

No Tribunal Provincial de Luanda prosseguiu nesta quinta-feira, 19, pelo quarto dia consecutivo, o julgamento dos seis jovens acusados de organização terrorista e de juramento de "fidelidade e obediência" ao grupo extremista Estado Islâmico.

Até ao momento já foram ouvidos três dos seis arguidos, tendo todos eles negado as acusações do Ministério Público.

O advogado dos acusados, Sebastião Assureira, disse à VOA que, durante as audiências, os réus denunciaram que as declarações do primeiro interrogatório tinham sido assinadas sob coação dos operativos da investigação criminal.

O advogado manifestou a esperança de que, no final das audiências, o Ministério Público venham mudar de opinião relativamenteas a acusações de que os réus pretendiam divulgar o islamismo nas ruas, usando a siga “Islamya Angola” e nas redes sociais com “matérias e temas de cariz radical entre os seus membros".

Trata-se do primeiro julgamento em Angola envolvendo cidadãos nacionais acusados de terrorismo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG